Home  |  Página 1  | Página 2 | Página 3 |

 

PROCURADOS POR EXTRATERRESTRES?

O mistério do aparecimento do Homo sapiens sapiens, tem suscitado, desde a pré-história, tentativas de explicação, em que as mais antigas são obviamente místicas, religiosas e mitológicas. Modernamente fala-se em OVNI's (e de conspirações governamentais para encobrirem a sua existência), ou de vida celular vinda do espaço sideral, tanto mais que já se encontrou um meteorito, vindo alegadamente de Marte, contendo o que  parecem ser vestígios de fósseis microbianos.

Também temos teorias estranhas como, por exemplo:
1) A avançada por Erich Von Daniken nos seus  livros (Carruagens dos Deuses?, O regresso às estrelas, entre outros), em que alvitra que, há dezenas de milhar de anos, a Terra foi visitada por extraterrestres super inteligentes os quais nos teriam criado, quer pela manipulação genética de animais selvagens, quer por cruzamento promíscuo com seres da Terra, e nos teriam transmitido alguma da sua tecnologia avançada e a maquinaria necessária para a edificação, nesses tempos,  de autênticas maravilhas.

Os seus 26 livros  tiveram uma enorme aceitação popular, vendendo mais de 60 milhões, em 20 línguas.

Von Daniken nunca  foi tomado a sério pela comunidade científica mas o sucesso de livros como a Carruagens dos Deuses foi de tal ordem, que obrigou um grupo de cientistas a publicar o livro Space Gods Revealed, escrito por Ronald Story, em 1976, refutando as  afirmações de Von Daniken, e  acusando-o de ter falsificado algumas das suas «provas».


Segundo Daniken, a construção de maravilhas como estas só teria sido possível com a ajuda de extraterrestres. Analistas actuais , no entanto, dão a sua versão de  como tal teria sido feito pelos egípcios, com o esforço de  milhares de escravos, gruas rudimentares, "macacos hidráulicos" usando areia e água, etc. 

2) O estudo feito por  J .F. Blumrich, um engenheiro da NASA que, impressionado com uma apresentação preliminar dada por E. V. Daniken, estudou a fundo o relato  pelo profeta Ezequiel, nos Livros Proféticos Bíblicos, relatando um encontro com uma nave celestial, concluindo que se tratara de uma nave espacial pilotada por extraterrestres, e da qual fez uma interpretação artística que aparece na capa do seu livro, e um modelo que patenteou.

PROCURANDO EXTRATERRESTRES?

"Prefiro viver num mundo onde a minha vida está rodeada de mistério, do que viver num mundo tão pequeno que a minha mente pudesse facilmente compreender"

 (H. E. Fosdick)

.

Esta frase espelha a sede pelo conhecimento, inerente ao homem, que escalpela o seu corpo, a sua mente, e o seu espírito, procurando respostas, às vezes, para perguntas sem resposta.

 

Ele desce às profundezas do oceano e das entranhas de terra, penetra em desertos e florestas, desafia o calor dos vulcões e o frio cortante dos pólos gelados e, mais recentemente, viaja pelo espaço procurando riquezas e novos povos.


A nave espacial de Ezequiel, tipo pião, com 4 pés com rodas e propulsores.
.
E, esperando que esses povos existam e capturem algumas das nossas sondas espaciais (programa série Pionner), nelas incorporou  placas de alumínio banhada em ouro: 

Carl Sagan e Frank Drake imaginaram uma representação gráfica e uma mensagem em linguagem binária, que indicam quem somos, o aspecto e o tamanho do nosso corpo, data de  lançamento do foguetão, etc. Nessa placa, no topo, está representado um átomo de hidrogénio que, conjuntamente com a informação digital no que parece ser um teia de aranha, por baixo dele, dá a chave de decifração do conteúdo da placa. Em baixo está representado o nosso sistema solar e indicação particular da Terra. A mão levantada do homem é um sinal de paz
       Ser ou não ser, eis a questão!
              Homem:
              És de Deus a imagem,
              Ou apenas és um macaco
              Com um pouco mais de caco?

                       O = Orangotango
                      GO = Gorila
                      GI = Gibão
                      C1 = Chimpanzé vulgar
                      C2 = Chimp. pigmeu (Bonobo)
                       H = Homem

A criação da Terra segundo o Velho Testamento (Bíblia Judaico-Cristã)- Génese 1:...

Dia zero: " No princípio Deus criou o céu e a terra. A terra estava deserta e vazia...." Depois...
Dia 1: " Criou a luz e separou a luz (dia) das trevas (noite), criando o 1º dia.
Dia 2: " Criou um firmamento  para separar as águas de cima das águas em baixo (da terra). Deus juntou as águas debaixo do céu num só lugar (mar ou oceano) e fez aparecer o solo firme (terra firme)..."
Dia 3: " Criou as plantas e árvores... "
Dia 4: " Criou duas luzes no firmamento: o Sol para presidir ao dia e a Lua para presidir à noite..."
Dia 5: " Criou os seres marinhos e os pássaros..."
Dia 6: " Criou animais domésticos, feras... e depois criou o Homem (Adão) e a Mulher (Eva), à Sua imagem... " (Génese 1:26)
Dia 7:  "Deus descansou..."
No entanto, em Génese 2:19 afirma-se algo diferente (do ponto de vista do aparecimento da vida) que Deus primeiro criou Adão, depois os animais e depois Eva, e já antes, em Génese 2:7 lemos: "Deus formou o homem do pó da terra ou barro, soprou-lhe nas narinas o sopro da vida e o homem se tornou ser vivo". Depois, não encontrando entre os animais existentes "uma auxiliar" para ele, fê-lo cair num sono profundo, tirou-lhe uma costela e dela fez a mulher".
Ver o interessante vídeo no YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=E6uR5TCA6GU

O homem de barro:

O fosso entre defensores da Criação Divina, (segundo as religiões Abraâmicas) e os partidários da Teoria da Evolução persiste, inabalável, embora existam variantes de criacionismo desde  o ter-se uma visão rígida da Bíblia segundo a qual a Terra foi criada cerca de  6000 anos atrás (outras datas são sugeridas, de 4000 a 20000 anos)  num espaço de tempo de 6 dias de 24 horas cada, e o homem nasceu tal qual o conhecemos hoje, até aqueles criacionistas que aceitam que a Terra tem a idade sugerida pelos geólogos, de 4 a 6 biliões de anos, embora continuem, geralmente, a manter que o homem sempre foi um homem e o macaco um macaco. Este fervor religioso é de tal ordem que, em alguns dos estados dos E.U.A., foi proibido ensinar-se a teoria da evolução nas escolas.

Os criacionistas não dão importância aos resultados das análises de  DNA, às constantes evoluções (mutações) dos vírus, ou à presença, por exemplo, das vértebras Cóccix no nosso pélvis, prováveis reminiscências de uma cauda e às quais, curiosamente, chamamos "vértebras sagradas" e, ao seu conjunto, o "osso Sacro".

O que dizer do fóssil  Jurássico, o archaeopteryx, com dentes, garras nos pés e nas suas mãos de 3 dedos, uma espécie de réptil com cauda longa e asas, com penas, como os pássaros?

Para os criacionistas, os fósseis que apresentam características mistas seriam criaturas criadas tal qual as encontrámos,  não sendo um produto de uma evolução genética.


Archaeopteryx

As divergências entre criacionistas e evolucionistas têm a ver com questões  mais quentes e profundas como:


a) Perguntam os evolucionistas: Que necessidade tinha Deus, que viverá num mundo em que não faz sentido falar de seja o que for de cunho materialista, onde reinará uma  ordem espiritual absoluta e em que não há nada de comum com o nosso mundo, de criar um universo tão turbulento e vida, como a conhecemos, na pele de milhões de seres, com centenas ou milhares de variações dentro duma mesma espécie que, para se manter viva, aniquila outras vidas preciosas não só para se alimentar, mas até por puro instinto de maldade?

Porque existe tanta animosidade não só entre diferentes espécies, mas dentro da mesma espécie?  Qual a razão para gerar tanta complexa diversidade e, depois, pura e simplesmente condenar grande parte dela à extinção?
Se o homem é tão precioso, que até é a imagem do seu criador divino, qual a razão para ter dado vida a milhares de animais ferozes que o matam e devoram, e a milhões de bactérias e vírus que o querem destruir e que EVOLUEM de modo a conseguirem contrabalançar a inteligência e as defesas naturais do homem que, por sua vez, lhes declara guerra com antibióticos, vacinas, etc?
Pode-se a tal estado de coisas associar uma ideia de (perfeita) criação divina?

b) Perguntam os criacionistas: Se tudo é uma consequência do Big Bang de um grão de ...ninguém sabe o quê, de onde veio o "recheio" e a razão desse Big Bang? Qual é a probabilidade de inteligência e seres complexos aparecerem por acaso, a partir de elementos muito simples e "sem vida"?

São perguntas sem resposta consensual mas, por estranho que pareça, a "criação divina" não entra em conflito com as muito contraditórias teorias científicas de evolução do homem. Na realidade tudo se resume  em se conhecer a relação que há entre a palavra "dia", na Génese Bíblica, e no mundo moderno. A Bíblia apenas diz que Deus criou o homem, sem entrar em detalhes de como o teria criado. Um carpinteiro ao dizer que fez uma mesa, não está a implicar nem que a tenha feito num ápice, nem que não tenha mudado a sua forma durante a sua manufactura!

Big Bang e Bíblia.

A Teoria  do  Big Bang especifica que a matéria foi criada  após a explosão de um infinitamente pequeno corpúsculo de energia, antes de parâmetros cósmicos como tempo e espaço terem aparecido, mas a crença da "criação divina" não vai, verdadeiramente, contra tal teoria, já que:
1) Note-se a sequência Bíblica: "Dia zero" = criação de luz e matéria, e "Dia 1" = criação do tempo, ou seja, tempo passou a ser contado depois do aparecimento da matéria, tal como no Big Bang.
2) É aceitável a cadeia: Sol + água + terra + "ar" ---» Plantas ---» Peixes ---» Aves ---» Animais terrestres  ---» Homem.

A sequência do aparecimento do homem Bíblico, separada do seu contexto sagrado, é tão válida como qualquer outra teoria científica.

Nota: Ironicamente, a teoria científica do Big Bang foi avançada pela primeira vez em 1927 por Georges Lemaître, um cientista belga que era simultaneamente... um padre católico! Edwin Hubble, um astrónomo de Harvard, em 1929 experimentalmente encontrou evidência que parece confirmar até certo ponto esta teoria, mas há cientista que discordam dela, já que ela não consegue explicar alguns mistérios como, por exemplo, de onde veio essa inicial super concentrada energia.

Onde teria aparecido o Homem, segundo a Bíblia?

O "Jardim do Éden, ou Jardim do Paraíso", onde Adão e Eva teriam sido colocados, pode ser localizado graças, sobretudo, à referência Bíblica de 4 rios, Fison, Gion, Tigre (que os babilónios chamavam Diklat) que corre ao oriente da Assíria, e o Eufrates,(que os babilónios chamavam de Purattu). Estes dois rios limitam o vale da Mesopotânia, que os Gregos chamavam o "país entre dois rios". O Éden ficava na zona norte do  Iraque, e sul da Turquia, segundo alguns teólogos.
 


IRAK-ARABI (Iraq-Arabi, Arab Irak ), é o nome usado, para o Iraque, desde a conquista pelos árabes da porção do vale entre os rios Tigre e Eufrates  conhecida, na literatura antiga, por Babilónia.

NOTA : O mapa à esquerda (http://www.cia.gov/), é do Iraque actual. Nesse mapa assinalaram-se zonas, de interesse Bíblico e histórico, no contexto desta página:

N
: Os Montes Ararat onde a tradição diz ter ancorado a Arca de Noé após o Dilúvio.
A: A zona de influência, original, da antiga Assíria, que não é a Síria, e chegou a expandir-se até ao Egipto.
M: A zona de influência de Babilónia, na Mesopotâmia. 
B: A cidade de Babilónia ou Babel, cujo nome significa "Confusão" devido às consequências da construção das Torres de Babel, teria ficado não longe da An Najaf actual, na  margem do Eufrates, e ficou famosa pelos seus "Jardins suspensos", uma das 7 Maravilhas do Mundo antigo.
J: O Jardim do Paraíso ou  Éden, segundo alguns teólogos cristãos.

Grandes civilizações floresceram milhares de anos antes de Cristo. O Egipto, alimentado pelo rio Nilo, é considerado um grande "caldeirão" (melting pot) da história das grandes civilizações. A Mesopotâmia é considerada outro "caldeirão", tendo os seus férteis campos atraído inúmeros invasores, como Sumérios (com a sua escrita cuneiforme), Akkadians, Amoritas, Medes, Persas, ... Caldeus, Gregos, Romanos, Turkos, que criaram civilizações, com grandes conhecimentos matemáticos, astronómicos, arte da guerra, etc.

 
Infelizmente, os mapas referenciando nações dos templos Bíblicos são muito imprecisos e não concordantes, devido à maneira rudimentar como eram elaborados, e às guerras constantes nessas zonas que mudavam de um momento para o outro as respectivas fronteiras.

Adão e Eva continua a ser um ponto de discórdia entre teólogos. Para uns, Adão é um e um só homem, e Eva  é uma e uma só mulher, o que levanta embaraçosos dilemas de relações incestuosas. Para contornar este problema outros teólogos afirmam que  Adão significa homens (plural) e Eva mulheres (plural). Assim, segundo estes criacionistas, Deus teria criado vários casais humanos  e tê-los-ia espalhado pelo mundo (O Islão também assim o afirma). A cena da costela de Adão, simboliza  a ideia da mulher ser uma "auxiliar" subordinada ao homem, e a cena da tentação é outro símbolo descrevendo o descambar da moralidade entre esses casais ao longo do tempo, como mais tarde reaparece com descrições da razão para o Dilúvio e da destruição de Sodoma e Gomorra, por exemplo.


Foram, muitos, os paleantropologistas que contribuíram para o avanço do estudo de fósseis, uns mourejando em terrenos inóspitos, outros no relativo conforto de museus e laboratórios, dos quais alguns foram referidos na pagina anterior.

Os achados feitos por estes paleantropologistas criaram a necessidade de explicações estruturadas plausíveis para a evolução do homem. Um cientista que muito contribuiu neste aspecto foi o Professor Sherwood Washburn da Universidade da Califórnia.

 
3 selos, ilustrando  R. Dart que anunciou a "Criança Taung", o fóssil da "Srª Ples" da gruta de Sterkfontein  e R. Broom, que a descobriu.
No estudo das transições que levam ao Homo sapiens, o tamanho do cérebro, em relação ao resto do corpo, é um factor de peso, mas cuidado: o cérebro do extinto Homem Neandertal era maior que o do homem moderno (1600cm3 contra 1500cm3)! Seria ele, portanto, mais inteligente que nós? Por outro lado, o Homo floresiensis, referido na página 1, tinha um cérebro do tamanho de uma laranja, mas absolutamente nada tinha de estúpido!


Para estabelecer uma escada animal que conduza ao homo sapiens, é preciso levar em conta não só o tamanho relativo do cérebro mas a postura do indivíduo e o seu modo de andar, o aspecto geral físico, a relação do tamanho dos braços para o resto do corpo, o tipo de maxilares, tipo de mãos e  pés, grau de  vida social e de cooperação construtiva entre indivíduos, o possuir uma  linguagem verbal e gestual, o construir e fazer uso de ferramentas e de espaços habitacionais, ter gosto pela expressão gráfica e musical, respeito pelos mortos, pensamentos espirituais como criação da mitologia, etc.

Notas:

«» Phillip V. Tobias. substituiu R. Dart na Univ. de Witwatsrand.


P. V. Tobias


«» Há quem considere existirem 3 "raças primárias" da espécie humana: Mongolóides,  Negróides, e Caucasianos (Europeus), sendo as populações intermédias o resultado da mistura delas. Também há quem considere haver 4 raças acrescentando os australóides (povos aborígenes), 5, e até 6 "raças puras". Este conceito é criticado por vários antropólogos e sociólogos que são, igualmente, contra  o uso do termo "raça" para distinguir populações humanas.

«» O Dr. Ron Clarke,  Stephen Motsumi e Nkwane Molefe, encontraram um esqueleto, quase completo, de um hominídeo numa das grutas de Sterkfontein, que foi datado por meios  paleo-magnéticos como sendo de 3,3 milhões de anos antes da época presente. Parece pertencer ao género  Australopithecus mas ainda não lhe foi atribuído o nome de espécie.

«» As zonas de fósseis de Hominídeos de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai e Environs, na África do Sul, estão considerados Património Mundial da Humanidade ("World Heritage Sites"). De 1996 a 2002 foram recuperados cerca de 600 fósseis de hominídeos, sobretudo da extinta espécie  Australopithecus africanus

«» O Dr. Darren Curnoe e o professor Tobias estão a estudar o fóssil catalogado Stw 53, de Sterkfontein, considerado o primeiro fóssil, encontrado na África do Sul, pertencendo ao género Homo com afinidades à espécie habilis.

 

«» Algumas definições:
Paleantropologia: história natural do homem.
Paleantropologista: especialista em paleantropologia ou, que diz respeito à paleantropologia.
Paleontologia: ciência que trata dos fósseis (animais e vegetais)
Paleontólogo ou paleontologista: pessoa versada em paleontologia.
Paleolítico: primeiro período da era quaternária e da Pré-História, durante o qual apareceram os primeiros homens que trabalhavam a pedra (Daí a designação de Idade da Pedra Lascada)
 

Ver página "Links", para sites sobre arqueologia

REPÚBLICA DA ÁFRICA DO SUL
.Um dos berços da humanidade
Símbolos naturais da África do Sul

Springbok ; Blue crane ; Galjoen ; King Protea ; Real Yellowwood

Dois homens que partilharam o  prémio Nobel da Paz (10/12/1993, Oslo)
Dois Sul Africanos amantes da Paz e grandes estadistas
Nelson Mandela
 Primeiro Presidente da
 "nova" África do sul
de 1994 a 1999
F. W. de Klerk
 Último Presidente da
 "velha" África do Sul
de 1989 a 1994)
.

A nova Bandeira e o novo Brasão da R.A.S. (1994)

Thabo Mbeki sucessor de
Nelson Mandela  (Junho de 1999 a Setembro de 2008) 

A antiga Bandeira e o antigo Brasão da R.A.S. (... 1994)

Jacob Zuma sucedeu a Mbeki interinamente a partir de 2008
depois deste ter perdido o apoio da ANC,
e, efectivamente, a partir de Maio de 2009
Foto: http://www.nndb.com/people/033/000098736/

Área: 1.1219.912 Km Quad., dividida em 9 províncias.
População: mais de 43 milhões, multi- étnica, 11 línguas oficiais.
Hino nacional: Nkosi Sikelel' iAfrika (Deus abençoe Africa) / Die Stem van Suid-Afrika (A Chamada da África do Sul)
Para ouvir Hino:
http://www.youtube.com/watch?v=qXKur2FAN7g&feature=related

Alguns Sul Africanos chamam AZANIA à R. da África do Sul.
Para mais info sobre a África do Sul ver a página de "links"

| Home | Topo Página 1 | Página 2 | Página 3 | Act. 0711090933